Casa do Povo de Abrunheira lança a obra “A Força do Associativismo”

“A Força do Associativismo” é nome da mais recente publicação com a chancela da Casa do Povo de Abrunheira.

Trata-se de um olhar sobre as colectividades nas povoações da actual União de Freguesias de Abrunheira, Verride e Vila Nova da Barca, obra com assinatura de Ana Vanessa Duarte Lopes.

 Com mais de uma centena de pessoas na plateia, contando com alguns ilustres, a apresentação iniciou com José Carvalho, presidente da Casa do Povo de Abrunheira que aludiu ao fato desta actividade decorrer, no âmbito das Jornadas Europeias do Património, de forma descentralizada na Associação Filarmónica  União Verridense, curiosamente a Filarmónica mais antiga do país, sendo também a terra natal da autora.

A apresentação do livro coube à investigadora de história Amelia Álvaro de Campos, que estagiou no âmbito do seu doutoramento na Casa do Povo de Abrunheira e que neste momento se divide em projectos de investigação entre Coimbra e Paris, e que também já havia lançado um livro com a chancela da Casa do Povo de Abrunheira “Pelas Margens do Mondego”. A investigadora afirmou que “ hoje, num momento em que as grandes cidades do litoral crescerem em prejuízo de um povoamento equilibrado dos territórios mais rurais e interiores, é fácil percebermos o papel das associações e colectividades locais na dinamização social e cultural das nossas aldeias”, aludindo também à importância a outros níveis incluindo no apoio a idosos e crianças e até mesmo no elevado grau de empregabilidade.

A autora Ana Vanessa Duarte Lopes  falou desta que é a sua segunda publicação e que percorre a história de 23 colectividades, algumas ja extintas.

A força do associativismo, um documento histórico sobre o passado que visa perpetuar a importância que as várias colectividades têm desempenhado ao longo dos últimos dois seculos.

A obra pode ser adquirida na Casa do Povo de Abrunheira.

Casa do Povo de Abrunheira apresenta exposição sobre o pedagogo Afonso Duarte

No âmbito das comemorações das Jornadas Europeias do património, a Casa do Povo de Abrunheira apresentou ao público uma exposição temática sobre a obra pedagógica de Afonso Duarte. A mostra inseriu-se na programação do jantar tributo a Afonso Duarte que decorreu na Associação Cultural Desportiva e Social da Ereira, numa organização conjunta com a Casa do Povo de Abrunheira que se encontra a desenvolver um trabalho de investigação sobre a vertente da pedagogia, estando a ser preparadas novas iniciativas sobre esta temática.

Dupla homenagem feita a Alves Barbosa e Afonso Duarte

A Casa do Povo de Abrunheira e a Associação Cultural Desportiva e Social da Ereira uniram-se para recordar e homenagear o pedagogo e poeta Afonso Duarte, um dos maiores vultos culturais do Baixo Mondego.
Mas antes do evento dedicado a Afonso Duarte, houve naturalmente um momento de pesar pelo falecimento de outra figura ilustre ligada a Montemor-o-Velho – Alves Barbosa, “o ciclista” que a seu tempo foi grande embaixador da modalidade e de Portugal, falecido precisamente este sábado, 29 de Setembro,e para o qual foi dedicada uma apresentação multimédia com a sua carreira desportiva, recordada a homenagem que a Casa do Povo de Abrunheira lhe fez ainda em vida, no âmbito do Mostr`arte e reservado um minuto de silêncio em sua memória.
Quanto ao tributo a Afonso Duarte, inserido nas comemorações das Jornadas Europeias do património, os presentes foram recebidos com uma exposição temática sobre a sua vertente de pedagogo, tendo disso o evento composto por jantar com os sabores de Afonso Duarte, que iniciou com uma sessões de boas vindas e palavras sobre o seu legado, o que foi até agora feito e o muito que há para explorar com a sua obra, nomeadamente na vertente da pedagogia, cujo estudo está ser desenvolvido pela Casa do Povo de Abrunheira.
No decorrer do jantar foram apresentados documentários sobre o homenageado, vídeos com testemunhos de eirenses, recital de poesia, tendo terminado com um grande momento musical intimista de tributo ao visionário Afonso Duarte, nascido em 1884 na Ereira, tendo falecido em 1958.

MasterChef Senior da Casa do povo de Abrunheira dá inicio às Jornadas Europeias do Património

A Casa do Povo de Abrunheira está este fim-de-semana a viver e a proporcionar momentos fervorosos de comemoração das Jornadas Europeias do Património.

A gastronomia é indubitavelmente uma peça fundamental da cultura portuguesa, com influência da gastronomia mediterrânica. Os ingredientes endógenos e a sua saudável confecção são há seculos um marco da identidade portuguesa. Pese embora, nos tempos recentes, em virtude da globalização e de outros ritmos de vida, estejamos erroneamente a adoptar outros hábitos alimentares. Cabe-nos contrariar a maré, e por tal, a Casa do Povo de Abrunheira, realizou o MaterChef Senior, onde os nossos seniores trouxeram “sabores do campo” cuja excelente confecção, escolha de ingredientes, apresentação e dedicação deixaram primeiro o júri  de água na boa e depois…de boa aberta!

Casa do Povo de Abrunheira com programa intenso de comemoração de Jornadas Europeias do Património

A Casa do Povo de Abrunheira vai participar intensamente nas jornadas Europeias do património.

O património português é como todos sabemos bastante rico em tradições, sabores e saberes, que passam pela literatura, gastronomia, usos e costumes, enfim, tudo o que no fundo caracteriza o povo deste país à beira-mar plantado.

Fruto de uma vasta experiencia de largos anos ao serviço da cultura, ação social, desporto e saúde, a instituição abrunheirense traz a estas comemorações várias propostas que passam pela gastronomia, com um Masterchef Senior, que engloba a participação ativa dos seus seniores, composto por confecção de sugestões gastronómicas que caracterizam o baixo mondego, denominado “Sabores do Campo”. Uma forma de transmitir conhecimentos e segredos da gastronomia mediterrânica e que se está a desenraizar.

Por falar em raízes, nascido na Ereira, Afonso Duarte, mais conhecido pela sua faceta de poeta, deu o mote para uma união inédita entre a Casa do Povo de Abrunheira e a Associação Cultural Recreativa Desportiva e Social da Ereira, que resultará num jantar tributo a Afonso Duarte, a decorrer na Associação da Ereira, onde através de documentários, exposição, gastronomia, recital e musica, se evocará esta incontornável figura do Baixo Mondego, mas na vertente menos conhecida, a de pedagogo, onde serão desvendados pela primeira vez, fatos da sua importância no ensino, possuidor de uma arrojada visão sobre a pedagogia.

Pela poesia, domador das palavras, foi também pelo ensino que a sua memória perdura e deve ser evocada.

Por falar em escrita, ainda inserido nestas comemorações europeias do património, a Casa do Povo de Abrunheira vai ainda realizar o lançamento público de uma obra sobre a “Força do Associativismo”, mais uma iniciativa a decorrer de forma descentralizada, desta feita na Associação Filarmónica União Verridense.

Em simultâneo, durante as jornadas, decorre na Instituição da Abrunheira, o Mostr`arte Neurosensorial, uma autêntica galeria de arte ao vivo, que alia arte à saúde, com Quartos Neurosensoriais e muitas outras componentes direccionadas para portadores de Alzheimer e outras demências, tudo isto para descobrir de 28 a 30 de Setembro.

 

MASTERCHEF ESPECIAL “europeforculture” na Casa do Povo de Abrunheira

A Casa do Povo de Abrunheira vai realizar na próxima sexta feira, 28 de setembro, um Masterchef especial!
Inserido no programa oficial das comemorações do Ano Europeu do Património Cultural #europeforculture, os “Sabores do Campo” é o mote para este convívio sénior mas intergeracional, com inicio marcado para as 14 horas no Complexo Social Sénior de Abrunheira com entrada livre.

Casa do Povo de Abrunheira organiza II Torneio Aberto de Ténis de Mesa

A Casa do Povo de Abrunheira está a receber este sábado, 15 de Setembro, o II Torneio Aberto de Ténis de Mesa.

A competição, que se encontra a decorrer no edifício sede é organizada pela Casa do Povo de Abrunheira com o apoio da Associação de Ténis de Mesa de Coimbra e envolve oito equipas e um atleta individual.

 Esta é uma forma de promover a prática desportiva e transmissão dos seus valores, estando presentes nesta competição o SC Povoense, SBU Alhadense, Ginásio, ACM Coimbra, Cimentos-Liz, ACRD Louriçal, AF Arazede e a anfitriã Casa do Povo de Abrunheira.

A competição decorre durante todo o dia e a entrada é livre!