CPA celebrou no passado sabado 55 anos

cpa-imagemA Casa do Povo da Abrunheira (CPA) celebrou no passado sábado o seu 55.º aniversário e assume-se, actualmente, como o “motor social” do concelho de Montemor-o-Velho. A criação de uma sala neurosensorial e a aposta no turismo de saúde são os projectos delineados pela direcção para o futuro próximo, aproveitando, desta forma, a «reconhecida qualidade das equipas técnicas e das várias estruturas que compõem a instituição.

Siga-nos

1ª Gala de Reconhecimento da Casa do Povo de Abrunheira e comemoração do 55º aniversário

cartaz-aniversario-atual
A Casa do Povo de Abrunheira comemora 55º aniversário dia 26 de novembro.
A festa de aniversário vai decorrer no Complexo Social Sénior e servirá para juntar aqueles que de alguma forma engrandecem e fazem parte do dia-a-dia da Instituição.
Este é também o momento escolhido pela direcção para realizar um evento de reconhecimento do esforço e dedicação que tem proporcionado levar o nome da Casa do Povo de Abrunheira por todo o país e não só, uma vez que serão distinguidos os feitos alcançados pelas várias equipas desportivas da Instituição, que conta entre os seus praticantes com campeões regionais, campeões nacionais e campeões ibéricos em diversas modalidades.
Esta gala de reconhecimento terá fados à mistura com Sílvio Girão, José Manuel e muitos outros fadistas, estando igualmente reservadas algumas surpresas no decorrer desta importante realização aberta a todos os associados e à comunidade em geral.

Siga-nos

Peça de S. Martinho apresentada pelos seniores CPA

dsc02773A Casa do Povo de Abrunheira celebrou o S. Martinho no passado sábado dia 12 de novembro.
O Complexo Social Sénior encheu-se para celebrar o dia, tendo o programa começado com uma dramatização da Lenda de S. Martinho, mas numa versão refeita pelos próprios seniores, que adaptaram o original, de forma divertida, como se a ação original tivesse decorrido na freguesia, com várias cenas recriadas em pontos singulares do lugar como o lavadouro de Abrunheira ou a igreja de Reveles.
A ação integra-se no plano da Instituição de proporcionar momentos de desenvolvimento cognitivo, sensorial e motor dos seus seniores, tendo sido a lenda recordada, os costumes de outrora também, numa tarde de convívo e partilha entre clientes e seus familiares.
Dado o sucesso do evento, a peça parte agora em digressão, estando a próxima actuação marcada para Verride.
A iniciativa contou ainda com a actuação do Grupo de Concertinas “Puxófole” que encantou a plateia, terminando com o indispensável magusto.

Siga-nos