Campeonato Nacional de Boccia Senior em abril, organizado pela Casa do Povo de Abrunheira

Cartaz Boccia_2017O Campeonato Nacional de Boccia Sénior vai decorrer dia 11 de abril, organizado pela Casa do Povo de Abrunheira e PCAND, Paralisia Cerebral – Associação Nacional de Desporto.

O evento decorrerá entre as 09:30 e as 17:30, no Pavilhão Municipal de Montemor-o-Velho. A Instituição Abrunheirense conta com várias conquistas e frequentes subidas aos pódios tanto por equipas como individuais e este ano convida todas as IPSS do concelho de Montemor-o-Velho, a conhecerem este desporto que tantos benefícios têm trazido aos seniores da instituição, com comprovados sucessos a nível da socialização, prevenção de demências e doenças equiparadas e promoção de um envelhecimento ativo.

Siga-nos

Fernão Mendes Pinto Homenageado no Âmbito do Mostr´arte 2017

fernao mendes pintoFernão Mendes Pinto, foi um dos primeiros ocidentais a alcançar o Japão, estávamos no ano de 1542.

A chegada dos portugueses ao Japão foi muito celebrado, e perdura ainda na memória cultural japonesa, porque foi o episódio que permitiu a introdução das armas de fogo naquele país. O próprio Fernão Mendes Pinto insere-se nesse papel, descrevendo o espanto e o interesse do dito rei local quando viu um dos seus companheiros disparar uma arma enquanto caçava.

Em Lisboa, para onde foi ainda pequeno, esteve cinco anos ao serviço de D. João II, como moço de câmara.

Em 1537 parte para a índia à procura dos dois irmãos. Foi durante uma expedição ao mar vermelho que escreveu a Peregrinação.

Foi feito prisioneiro e vendido a um grego e por este a um judeu, sendo resgatado por portugueses em Ormuz.

Durante 21 anos, percorreu as costas da Birmania, Sião, arquipelago de Sunda, Molucas, China e Japão.

Entrou para a Companhia de Jesus e promoveu uma missão jesuíta no Japão.

Em 1554 regressa a Portugal, e em Almada onde permaneceu até morrer escreveu a Peregrinação, obra original que terá sido alterada por Jesuítas e só publicada 20 anos depois. Outros atribuem à força da Inquisição.

Chegou a presenciar a unificação de Portugal com Espanha.

Os relatos deixados eram tão fantásticos que poucos acreditaram apelidando-o de Fernão Mendes Minto ou Fernão, Mentes? Minto!

Siga-nos

Mostr´arte distingue Alves Barbosa

FOTO 1Alves Barbosa, o desportista, é o mais recente distinguido pela Casa do Povo de Abrunheira, no âmbito do Mostr´arte.

Nascido na Fontela, Vila Verde a 24 de dezembro de 1931, mas fixou residência em montemor-o-Velho.

Considerado um dos melhores ciclistas portugueses de todos os tempos, foi o primeiro ciclista português a vencer três vezes a volta a Portugal em bicicleta, em 1951,1956 e 1958

Na Volta a França, chegou a ficarcolocados em os 10 primeiros e disputou ainda a volta a Marrocos.

 

Em 1961 iniciou carreira como treinado de ciclismo no Sport Lisboa e Benfica.

 

Entre 1975 e 1978 e 1989 e 1992 foi diretor técnico nacional da modalidade.

 

Em 1990 recebeu a medalha de mérito desportivo.

Em 2007 foi condecorado com a medalha de ouro da juventude e dos desportos de França

Siga-nos

Mostr´arte homenagia Afonso Duarte

JoaAFONSO 1quim Afonso Fernandes Duarte

Poeta português, nasceu na Ereira a 1 de janeiro de 1884.

Formado em Ciências Físico-Naturais na extinta Faculdade de Filosofia de Coimbra, foi Professor da Escola Normal.

Interessava-se por etnografia e arte popular, reflectidos na sua obra poética, ligada às crenças e mitos seculares, aos motivos da terra, vida animal, ao povo e à lide agrária.

Afonso Duarte foi sempre acompanhando todos os movimentos poéticos da primeira metade do século XX.

As crianças, o desenho infantil, as pedras,as águas, são diversas vezes abordados na sua obra.

O seu nome foi dado à biblioteca Municipal de Montemor-o-Velho.

Siga-nos

Mostr´arte distingue Fernando Ramos

IMG_20170318_124237

A Casa do Povo de Abrunheira encontra-se a promover o Mostr´arte.

Uma mostra integrada de várias manifestações culturais, estando neste momento a decorrer de forma descentralizada, no Festival do Arroz e da Lampreia de Montemor-o-Velho.

Este ciclo iniciou com “ o académico” Fernando Ramos, Professor Associado com Agregação, desenvolvendo a sua atividade na Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra responsável por várias unidades curriculares da Licenciatura em Ciências Bioanalíticas, Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas e do Mestrado em Segurança Alimentar.

Lecionou no Instituto Superior de Ciências e Tecnologia de Moçambique.

Quanto à atividade cientifica, tem orientado várias pós-doc, teses de doutoramento, mestrado, pós-graduação, licenciaturas e bolseiros de investigação.

Autor e/ou co-autor de mais de 100 publicações, entre as quais 3 livros, 15 capítulos de livros e 57 artigos completos em revistas internacionais indexadas na ISI da Web of Knowledge.

 

Prémios e Distinções

2017

“Académico Extranjero” da Real Academia de Farmacia de Espanha

Premio de la Academia de Farmacia de Castilla y León

2016

Melhor Poster do Congresso Internacional de Nutrição e Segurança Alimentar

2015

Melhor Poster do Congresso Nacional dos Farmacêuticos 2015 (Secção de Análises Bromatológicas, Toxicológicas e Hidrológicas)

3º Prémio de Comunicação Livre na modalidade de Poster do XIV Congresso de Nutrição e Alimentação

2014

Best Poster of the Scientific Committe of the XVII Congress of the Iberian Association of Limnology para a comunicação

 2012

Voto de louvor da Direcção Nacional da Ordem dos Farmacêuticos pela importante colaboração na organização do Congresso Nacional dos Farmacêuticos’ 2012 na qualidade de Presidente da Comissão Executiva.

2011

Reconhecimento da COIFFA – Conferencia Iberoamericana de Faculdades de Farmácia pela “valiosa colaboración y destacado entusiasmo en la coordinación, organización y desarrollo exitoso de los eventos

 

2009

Best Poster of the Scientific Committe of the V Jornadas de Control de Residuos en Alimentos: Analitica e Inspeccion

Visitante Distinguido, atribuído pelo Alcalde de Cajamarca – Peru, em nome do respectivo Conselho Municipal Provincial

2007

Best Poster of the 8º Encontro de Química dos Alimentos

2005

Prémio Norberto Teixeira Santos da Sociedade Portuguesa de Ciências da Nutrição e Alimentação

Best Poster of the 7º Encontro de Química dos Alimentos

2003

Prémio da Comissão Científica do Congresso Nacional da Ordem dos Farmacêuticos

2000

Melhor Comunicação Livre nas III Jornadas Regionais do Patient Care

Best Poster no Food Safety

1999

Prémio da Comissão Científica do 4º Encontro de Química dos Alimentos

 

Outras Actividades

 

  • Membro do JECFA “Comité misto FAO/WHO para Aditivos Alimentares, especialidade de resíduos de medicamentos veterinários em alimentos”

 

  • Membro do Painel Científico da EFSA – Autoridade Europeia de Segurança Alimentar responsável pela avaliação de risco de aditivos e produtos ou substâncias utilizadas nos alimentos para animais (FEEDAP)

 

  • Subdirector da Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra responsável pelas áreas de gestão académica, avaliação, acreditação e certificação de cursos e pelas relações exteriores, nomeadamente com a profissão e com a comunidade

 

  • Membro do Comité Executivo da Secção Europeia da AOAC – Association of Official Analytical Chemistry

 

  • Vice-Presidente do Conselho Científico da ASAE – Autoridade Portuguesa de Segurança Alimentar e Económica

 

  • Presidente da Assembleia Municipal de Montemor-o-Velho
Siga-nos

CPA reconhecida pelo Presidente da República

FOTO PRESIDENTE REPUBLICAA Casa do Povo de Abrunheira foi uma das 300 instituições presentes, no passado dia 3 de março, num concerto oferecido pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que decorreu no Antigo Museu Nacional dos Coches.
“Num universo de mais de cinco mil instituições a nível nacional, foram selecionadas 300, 16 das quais do distrito de Coimbra, num gesto simbólico por parte de Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República, no sentido de enaltecer o papel desempenhado pelas instituições de solidariedade social na grave crise que tem assolado o país”, refere a direção da Casa de Povo numa nota enviada à imprensa.

 

Na linha da frente
“em tempos difíceis”
Apesar de fortes constrangimentos orçamentais e manifesta falta de meios com que também se debatem, Marcelo Rebelo de Sousa realçou a coragem das instituições que “acorreram para a linha da frente em tempos difíceis no sentido de apoiarem os mais desfavorecidos, muitos em situações limite de risco ou mesmo de pobreza”.
Foi também realçado o papel que a instituição assume enquanto membro dos órgãos sociais da Confederação Nacional de Instituições de Solidariedade, assim como a sua colaboração aquando da passagem da “Chama da Solidariedade” pelo distrito de Coimbra.
Marcelo Rebelo de Sousa lembrou que as IPSS não enfrentam o desafio da “credibilidade em termos pessoais e comunitários”, mas o da “sustentabilidade”.

Siga-nos

Conheça o novo mural do Mostr´arte

17240082_10202726626765023_1490973949474509428_oO Mostr´arte continua a surpreender com mais um novo mural. Ainda sobre a temática de África, a inocência, a capacidade de ser feliz com pouco, de ser genuíno e único dando o melhor de nós aos outros. Afinal, se atentarmos bem nessa filosofia, constitui-se a forma ideal de dar as boas vindas a quem visita o Complexo Social Senior, de Abrunheira uma vez que este trabalho antecede o acesso principal ao mesmo.

Siga-nos

A Casa do Povo de Abrunheira foi distinguida pela Presidência da Republica

FOTO PRESIDENTE REPUBLICANum universo de mais de cinco mil instituições a nível nacional, foram seleccionadas trezentas, dezasseis das quais do distrito de Coimbra, num gesto simbólico por parte de Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República, no sentido de enaltecer o papel desempenhado pelas Instituições de Solidariedade Social na grave crise que tem assolado o país, que apesar de fortes constrangimentos orçamentais e manifesta falta de meios com que também se debatem, acorreram para a linha da frente em tempos difíceis no sentido de apoiarem os mais desfavorecidos, muitos em situações limite de risco ou mesmo de probreza. Foi também realçado o papel que a Instituição assume enquanto membro dos órgãos sociais da CNIS, Confederação Nacional de Instituições de Solidariedade, assim como a sua colaboração aquando da passagem da Chama da Solidariedade pelo distrito de Coimbra.

A Casa do Povo de Abrunheira orgulha-se assim de se constituir um símbolo distrital na área do apoio social, inovação e criação de emprego, mesmo em tempos conturbados e conjunturas económicas mais adversas.

O evento, que decorreu no antigo museu dos Coches, em Lisboa, na sala do picadeiro Real, contou igualmente com a presença do conceituado e também recentemente distinguido pela presidência, pelo seu mérito cultural, o fadista Carlos do Carmo.

Ao dirigir-se aos presentes, o presidente da Republica afirmou ter muito gosto em receber os responsáveis pelas Instituições Particulares de Solidariedade Social, confederadas na CNIS, que assumem um papel insubstituível na protecção social do país.

Siga-nos

CASA DO POVO DE ABRUNHEIRA CONQUISTA 1º LUGAR EM BOCCIA SENIOR INDIVIDUAL

campeoa com taça 3A Casa do Povo de Abrunheira conquistou o primeiro lugar no Campeonato Nacional de Boccia Senior, em individual no passado dia 8  de março  em Oliveira do Bairro.

Em competição estiveram 65 atletas, tendo José Figueira Monteiro, da Casa do Povo de Abrunheira, conquistado a primeira posição, destacando-se igualmente a prestação de outro atleta CPA, António Pimentel, assegurando a quarta posição com possibilidades de repescagem, ambos competindo com atletas da A.C.D.P. D.M. de D. Maria, A.S.D.A. d. Caminho, C.M.Ilhavo, G Boccia de Avelãs de Caminho, Rotary Club de Ansião e Sóbustos.

Esta prova inaugural do Campeonato foi organizada sob a chancela da PCAND – Paralisia Cerebral – Associação Nacional de Deequipasporto.

O próximo evento da modalidade em que a Casa do Povo está envolvida, inclusive na organização, está marcada para o Pavilhão Municipal de Montemor-o-Velho, a 11 abril, contando para o Campeonato Nacional de Boccia Senior por equipas.

Siga-nos

Arteterapia integra Mostr´arte 2017

MURAL AFRICAA Arteterapia é aposta do Mostr`arte a decorrer na Casa do Povo de Abrunheira.

Duas obras distintas, mas com um objetivo comum, “Despertar a Memória com Memórias”, através dos sentidos, imaginação e criatividade, despertando simultaneamente memórias que se encontrem adormecidas. O ser humano é feito de memórias, recordações, é disso que vivemos e somos feitos, por isso devemos cuidar delas, preservá-las, e torna-se ainda mais importante cuidar daqueles que, com o passar dos anos vão perdendo essa capacidade, desenvolvendo, em grande parte dos casos algum tipo de demência. Fala-se, portanto, dos mais velhos. Aliada a um conjunto de várias terapias, a Arteterapia trás consigo inúmeros benefícios para esta população. As pinturas são uma via de expressão das emoções, funcionando como um reflexo dos sentimentos, memórias e emoções, mesmo em seniores com estados avançados de demência. Através dela é possível desenvolver e manter ativas as capacidades cognitivas e sensoriais e estimular o desenvolvimento de novas ideias e memórias, retardando assim o processo da doença e a perda das funções cognitivas.

ZEBRA TRATADASob a supervisão da equipa de psicologia da Instituição, muitos têm sido os símbolos e significados atribuídos a estas obras e mil e uma interpretações têm sido feitas. As opiniões dividem-se entre os utentes da instituição e visitantes, criando assim espaço para o debate de ideias e diferentes interpretações, em interacção com o próprio artista.

Para uns esta pintura trás a recordação da história de Adão e Eva, do Paraíso, do engano da cobra para que Eva comesse a maçã, o “fruto proibido”, símbolo de pecado. Para outros, trás a recordação dos tempos de juventude, revendo-se na beleza e juventude da mulher.

No caso do mais recente trabalho ainda em desenvolvimento, reporta o olhar para tempos passados em família, para o caso das pessoas que viveram com as suas famílias em África, dos pores-do-sol e das cores e cheiros característicos daquela Terra. Recorda a alegria de um povo que, ao viver em comunidade, conseguia sobreviver às dificuldades. 

Cada obra, cada trabalho, a ser desenvolvido durante todo estea no no âmbito do Mostr´arte 2017, os trabalhos ao ser desenvolvidos em lugares surpreendentes, surpreendendo também  a dinâmica das figuras, as emoções que provoca e que a comunidade pode apreciar ao vivo, de forma gratuita, nas Instalações da Casa do Povo de Abrunheira e de 17 a 26 de março, no Festival do Arroz e da Lampreia, levando a CPA a cultura a este certame concelhio.simbolo todo preto

Siga-nos