Festa da Cereja juntou meio milhar na Abrunheira

O programa foi composto por diversas iniciativas com vista à promoção do envelhecimento ativo. Uma das actividades consistiu em aliar a prática de jogos tradicionais com divertimentos mais modernos e a adesão foi fantástica com muitos seniores a querem experimentar as novas propostas.

Muitos não resistiram a um pé de dança, com tarde animada por Quim Martinho que trouxe ao recinto os sucessos da música popular , tendo ainda havido espaço para algumas relevações artísticas entre os seniores.

O evento serve para promoção de produtos  endógenos  como a indispensável cereja distribuída ao mais de meio milhar de seniores presentes de várias IPSS da região.

Do programa fez parte a já habitual atuação de Marchas Populares, este ano com as Meãs do Campo a trazerem uma encenação e uma letra alusiva aos incêndios e à necessidade de preservação da floresta.

A Marcha do Centro Social e Paroquial da Carapinheira na sua letra fez alusão à liberdade enquanto de fundo tínhamos como cenário o mural “Grito da Liberdade” no Complexo Social Sénior,  inserido no conjunto de Arte Urbana em desenvolvimento na Casa do Povo de Abrunheira, composto também por quartos Neurosensoriais temáticos.

E tendo como pano de fundo as expressões artísticas d e Arte Urbana patentes no edifico do Complexo Social Sénior de Abrunheira, a folia terminou com o indispensavem bailarico!

Siga-nos