PRÉMIO EDP SOLIDÁRIA – INCLUSÃO 2018 distingue projeto ” Mais Conforto Melhor Mente da Casa do Povo de Abrunheira

A Casa do Povo de Abrunheira foi recentemente distinguida com o seu projeto inovador ” Mais Conforto Melhor Mente.
Candidato ao Prémio EDP Solidária – Inclusão Social, o conceito da Instituição passa por garantir elevadas condições de conforto térmico na Residência Sénior do Baixo Mondego,com reaproveitamento térmico, melhoria no calafetamento de portas e janelas, rentabilização do uso de ar condicionado , sistema anti-legionela com claros benefícios para a saúde, reduzindo desperdícios térmicos e consequentes consumos contribuindo em simultâneo para um atenuar da pegada ecológica. o prémio será brevemente entregue numa cerimonia nacional marcada para Lisboa.

Almoço Solidário reuniu clientes e familiares na Casa do Povo de Abrunheira.

Dezembro é por excelência o mês da reunião, do convívio e da solidariedade.

Depois de um ano intenso de trabalho em prol dos seus clientes, este ano com a particularidade das Instalações da Casa do Povo de Abrunheira terem sido fortemente fustigadas pela tempestade “Leslie”, foi dado o mote para um almoço solidário juntando clientes, familiares e comunidade.

Depois da passagem da tempestade, tem sido semanas alucinantes na recuperação da normalidade possível, exemplo disso é a reconstrução da sala onde decorreu o convívio, estrutura que foi literalmente arrancada pelos ventos da intempérie e que agora surge com estrutura renovada oferecendo um espaço aprazível com excelentes comodidades para encontros, actividades seniores e eventos de varia índole que a instituição tem já em mente realizar em 2019, para devolver a alegria, o convívio e o conforto, aliados aos serviços de excelência que tem vindo a ser prestados e reconhecidos por todos.

A Casa do Povo de Abrunheira agradece a todos os que de alguma forma têm vindo a colaborar nesta recuperação, contando com todos para novas iniciativas em 2019!

Este natal ofereça Cultura!

Obtenha o seu exemplar do livro “A Força do Associativismo” na Casa do Povo de Abrunheira. 

Uma forma de promover a leitura e o conhecimento sobre a importância e o papel que o Associativismo tem desempenhado, em especial nesta região do Baixo Mondego.

Para além disso, toda a receita apurada reverte a favor dos trabalhos de recuperação que estão  a ser encetados pela Instituição, face aos avultados prejuízos causados pela Tempestade Leslie.

A Casa do Povo de Abrunheira conquistou o primeiro lugar no Campeonato Nacional de Boccia Sénior.

Em prova realizada esta quarta-feira, 12 de Dezembro disputada em Oliveira do Bairro, o atleta António Alves Martins Pimenta não deu hipóteses à concorrência alcançando o mais alto lugar do pódio nesta edição do Campeonato Nacional – Zona Centro Individual. Destaque ainda para José Figueira Monteiro ao alcançar a quarta posição na mesma competição.

Mais uma vez se destaca o convivo, a aprtilha e o espirito de equipa demonstrados pelos praticantes desta modalidade que promove entre outros benefícios o Envelhecimento Ativo.

Projeto da Casa do Povo de Abrunheira em votação online. Participe!

“se(MENTE)” é um projeto da Casa do Povo de Abrunheira direcionado para idosos que sofrem ou que estão em risco de manifestar demência – um dos maiores flagelos de saúde da atualidade e do futuro. Para além de prevenir, estabilizar e reabilitar estados demenciais, esta iniciativa irá promover a inclusão social e um maior contacto com a natureza, melhorando as condições para a realização de atividades de cultivo e jardinagem, que permitirá avivar competências remanescentes dos idosos. A alimentação saudável é também um fator que queremos promover e implementar, através da realização de ementas, acompanhamento nutricional e da sensibilização de colaboradores.

Saiba como votar através do nosso facebook.

Inovação e arte na área da demência distingue Casa do Povo de Abrunheira a nível nacional.

“Cuidar da Memória através da Arte” (ArteMemória) projeto da Casa do Povo de Abrunheira, foi distinguido com Menção Honrosa na Categoria Inovação e Sustentabilidade no âmbito do Prémio Cooperação e Solidariedade António Sérgio.

Um projecto inovador de combate à demência, apostando em pinturas que retratam a memória colectiva dos utentes institucionalizados, aliando arte e terapia, com o propósito de prevenir, estabilizar e reabilitar estados demenciais, bastante comuns na comunidade sénior.

A cerimónia pública de entrega de prémios vai decorrer no dia 24 de janeiro, na Sociedade Portuguesa de Autores, inserida no Tributo a António Sérgio, organizado pela CASES assinalando os cinquenta anos após a sua morte.

Esta cerimónia vai contar com uma mesa de honra composta por José Jorge Letria, Presidente da Sociedade Portuguesa de Autores, Eduardo Graça, Presidente da CASES – Cooperativa António Sérgio para a Economia Social, Guilherme d`Oliveira Martins, Administrador da Fundação Calouste Gulbenkian, Celmira Macedo da Associação leque e José António Vieira da Silva, Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

Do programa fará ainda parte exposições, conferências, apresentação de obras literárias e interpretação musical pelo maestro Victorino de Almeida, neste evento que presta tributo a António Sérgio – 1883-1969 “ O Homem que Pensou Portugal”.

Esta distinção vem comprovar a relevância da aposta que a Casa do Povo de Abrunheira está a fazer na área das demências, com diversas abordagens e projectos interligados, visando olhar e agir de forma diferente e eficaz não só para o cliente como para o cuidador e comunidade.

Mais uma época com uma mão cheia de Campeões e Vice Campeões!

A Casa do Povo de Abrunheira terminou mais uma época desportiva com um balanço extremamente positivo.

No ORI-BTT sagraram-se Campeões Nacionais de Distância Longa por equipas somando titulo de Vice-Campeão H40 resultados que comprovam a aposta que tem vindo a realizar no ciclismo.

Noutra vertente de ciclismo, a de BTT, chegam também excelente noticias com a conquista do 1º lugar por equipas na Taça XCM. A nível individual mais um palmarés recheado de êxito, com os títulos de campeão e Vice- Campeão Regional SCM em Master 30, Vice- Campeão Regional XCM em Master 35, Campeão e Vice-Campeão Regionais XCM em Master 45, ainda no mesmo escalão, 1º lugar na Taça Regional e mais um Vice-Campeão desta feita em XCO em Master 55.

As magníficas prestações não se ficam por aqui, conquistando na Taça Regional em Master 30 o 1º lugar e o 3º lugar para além de um honroso 7º lugar.

Ainda pela Taça Regional mais uma conquista, o 2º lugar em Master 35, em Master 55 o 2º e o 4º lugares e a quarta posição da Taça no escalão Elites.

De realçar ainda o 3º lugar na Taça Regional XCO em Master 44 assim como o 5º lugar na Taça Regional XCM do Centro em Master 55.

Recorde-se que estes ao apenas os resultados mais visíveis da estratégia de toda a equipa que conta com atletas que se mostraram decisivos com o seu esforço e empenho para que estes e outros resultados tenham aparecido.

2018, foi mais uma época de conquistas para o ciclismo da Casa do Povo de Abrunheira.

Casa do Povo de Abrunheira celebra 57º aniversário

A Casa do Povo de Abrunheira festejou no passado dia 25 de novembro,  57 anos de atividade.

O evento iniciou com a projecção multimédia dos vários episódios da “Casa do Enredos” uma “novela digital”protagonizada pelos seniores da Instituição e que durante vários meses deliciaram quem acompanhou via facebook acompanhada de uma representação ao vivo pelos protagonistas recriando alguns dos melhores momentos vividos na “Casa”.

Contou ainda com uma fantástica e superinterativa atuação do Grupo Encantos, que não sendo estreantes em atividades da Instituição, são sempre muito bem-vindos e largamente apreciados! Houve naturalmente lugar ao corte de bolo e claro, foram cantados os parabéns à aniversariante. Apesar dos infortúnios causados pela Tempestade “Leslie” a Instituição quis deixar de assinalar mais um ano de intenso trabalho e importantes conquistas, servindo também para ganhar fôlego para o exigente ano de recuperação que se aproxima.

O aniversário da Casa do Povo de Abrunheira é sempre motivo de celebrar o trabalho de um ano da Instituição em prol dos seniores e a “desculpa” perfeita para encontro de famílias, momentos únicos de partilha, de salutar convívio e que tanta alegria traz aos clientes.

Casa do Povo de Abrunheira lança a obra “A Força do Associativismo”

“A Força do Associativismo” é nome da mais recente publicação com a chancela da Casa do Povo de Abrunheira.

Trata-se de um olhar sobre as colectividades nas povoações da actual União de Freguesias de Abrunheira, Verride e Vila Nova da Barca, obra com assinatura de Ana Vanessa Duarte Lopes.

 Com mais de uma centena de pessoas na plateia, contando com alguns ilustres, a apresentação iniciou com José Carvalho, presidente da Casa do Povo de Abrunheira que aludiu ao fato desta actividade decorrer, no âmbito das Jornadas Europeias do Património, de forma descentralizada na Associação Filarmónica  União Verridense, curiosamente a Filarmónica mais antiga do país, sendo também a terra natal da autora.

A apresentação do livro coube à investigadora de história Amelia Álvaro de Campos, que estagiou no âmbito do seu doutoramento na Casa do Povo de Abrunheira e que neste momento se divide em projectos de investigação entre Coimbra e Paris, e que também já havia lançado um livro com a chancela da Casa do Povo de Abrunheira “Pelas Margens do Mondego”. A investigadora afirmou que “ hoje, num momento em que as grandes cidades do litoral crescerem em prejuízo de um povoamento equilibrado dos territórios mais rurais e interiores, é fácil percebermos o papel das associações e colectividades locais na dinamização social e cultural das nossas aldeias”, aludindo também à importância a outros níveis incluindo no apoio a idosos e crianças e até mesmo no elevado grau de empregabilidade.

A autora Ana Vanessa Duarte Lopes  falou desta que é a sua segunda publicação e que percorre a história de 23 colectividades, algumas ja extintas.

A força do associativismo, um documento histórico sobre o passado que visa perpetuar a importância que as várias colectividades têm desempenhado ao longo dos últimos dois seculos.

A obra pode ser adquirida na Casa do Povo de Abrunheira.